O ESPÍRITO DA CRUZ .98 – A GESTAÇÃO DE CRISTO

A tensão pelo parto da filha, a chegada de uma netinha, a hora de espera no hall do hospital e eu pensando como era a formação de Cristo no homem interior. A filha de 40 semanas de gravidez caminhava para o centro cirúrgico, onde o médico faria a sua cesária. Mas, estava eu ali no quarto, querendo saber como era a gestação de Cristo em nós…

Fui à carta aos Gálatas 4:19 e vi o apóstolo dizer: meus filhos, por quem, de novo, sofro as dores de parto, até ser Cristo formado em vós. A formação de Cristo em nós é dolorida. Há sofrimento, contrações e contraturas no processo. Como disse J. Blanchard,

não existe cristianismo fácil. Se é fácil, não é cristianismo; se é cristianismo, não é fácil.”

O parto dói e a formação de Cristo não é gestação de 40 semanas, mas da vida toda. A gravidez de um bebê tem limite, a de Cristo em nós, é permanente. A minha filha deu a luz a netinha, Vitória. Mas, a vitória plena da vida cristã é no fim das eras. Vivo em dores de parto para que Cristo seja formado em mim. Mas onde está a minha gravidez?

Alguém perguntou em tom de curiosidade. Pariu? Quem? Quando? Onde? – A minha filha pariu, sim, mas eu continuo grávido das dores em busca da formação de Cristo. Porém olho minha silhueta e não vejo evolução alguma. Se estou prenhe, não há sintoma… Quando Cristo vai ser formado em mim? Olho para outros, que se dizem gestados de Cristo e não vejo nenhum sinal desta gestação. Onde está o Cristo na igreja contemporânea?

Sei que Ele está nela. Sei que Cristo vive em mim. Mas o que está acontecendo? Meu amigo, o pecador, Wilson Chini, escreveu: “A vida cristã resumiu–se a declarações doutrinárias, credos, confissões, debates teológicos, reproduções de textos e frases de outrem, réplicas de modelos de reunião, discussões intermináveis, acusações e condenação dos pecados dos outros, não dos nossos, e até piadas com os dons do Espírito Santo”.

Vejo que uns só estão pejados de doutrina, enquanto outros só dançam e pulam na sala de reunião. Uns são teólogos, outros meros participantes de show. E eu continuo perguntando, onde está a vida de Cristo em nós? Não estou falando de moralidade; a minha pergunta é: cadê as dores de parto? Onde está Cristo, sendo formado em nós?

Vejo a igreja ocupadíssima em ativismo, mas sem quase nenhuma atividade que prove que Cristo vive em nós. Vocês têm visto algum indício de solitude? Quantos são os que leem, estudam e meditam na Palavra de Deus? São muitos ou poucos? E as reuniões de oração, como são frequentadas? Alguém tem visto Cristo andando entre nós?

Mendigos volto a Chini: “Amar a Deus e ao próximo, oferecer a outra face, amar os inimigos, perdoar 70 x 7, abrir mão dos bens materiais, virou acusação na boca daqueles que julgam a cristandade, pois é uma prática rara, de fato. Os textos preferidos são os da Antiga Aliança e não os da Nova. Mais próximos de Moisés do que de Jesus”. É isto?

GP.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s