O ESPÍRITO DA CRUZ .94 – ARREPENDIMENTO, DOM OU MÉRITO?

Há quem acredite que Deus perdoa aquele que se arrepende. Outros creem que Deus perdoa alguém para que se arrependa. O primeiro grupo pensa que se não houver o arrependimento, não pode haver o perdão de Deus, assim fazendo do arrependimento a causa do perdão. Mas o segundo grupo faz do perdão a causa do arrependimento.

O primeiro grupo acha que Deus só pode perdoar se houver arrependimento e, neste caso, o perdão divino depende da atitude humana de arrepender-se. Se não houver nenhum arrependimento humano, não haverá a menor possibilidade de Deus perdoar.

Mas, o segundo grupo consegue perceber a ação de Deus antes da reação do ser humano. O perdão de Deus, aqui, antecede a resposta da pessoa e o arrependimento é um ato pessoal, em consequência direta da operação divina do perdão. No primeiro grupo o arrependimento é um mérito humano, no segundo, um dom da graça de Deus.

O arrependimento é a mudança da mente autoconfiante após a vivificação do espírito, e esta é uma operação do Espírito Santo, depois do perdão outorgado aos eleitos, justificados pelo Pai, em Cristo, através de sua obra na cruz. O apóstolo Paulo disse: Quem intentará acusação contra os eleitos de Deus? É Deus quem os justifica. Romanos 8:33.

O pecador só é justificado por meio de sua morte com Cristo, porquanto quem morreu está justificado do pecado. Romanos 6:7. Se já morremos com Cristo, com certeza fomos justiçados; se fomos justificados, fomos perdoados; se fomos perdoados, já temos a garantia de sermos vivificados; se fomos vivificados ganhamos a condição espiritual de nos arrepender de nós mesmos e de confiar apenas em Cristo, para a nossa salvação.

O arrependimento espiritual é consequência da vida espiritual que foi dada ao pecador por meio da pregação da Palavra e a vivificação do Espírito Santo. A vivificação do espírito é o resultado da justificação do pecador, realizada por Cristo na cruz. A justificação do pecador é fruto da sua eleição, em Cristo, antes da fundação do mundo.

A lógica Paulínia vê assim o processo: porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas.

A ele, pois, a glória eternamente. Amém! Romanos 11:36.

Tudo vem de Cristo, por meio de Cristo e vai para Cristo, pois Cristo Jesus é o Autor de toda obra que é realizada mediante a fé, por isso, cremos que o arrependimento é um dom de Deus.

Fé e arrependimento, antes de serem expressões em nosso modo de viver, são dons da graça para a nossa obediência. Matthew Henry, no séc. 17 dizia: “sempre que Deus pretende dar vida, ele dá arrependimento,” e isto é claro, pois sem arrependimento não há verdadeira conversão. Deus nos dá o arrependimento para que nos arrependamos da nossa autoconfiança e confiemos na suficiência do Filho. Não há salvação sem arrependimento é não há arrependimento vivendo na autoconfiança. Ok?

Do velho mendigo, GP.

2 comentários sobre “O ESPÍRITO DA CRUZ .94 – ARREPENDIMENTO, DOM OU MÉRITO?

  1. Pastor Glenio, Graça e Paz querido!
    A Ivelize, aqui, está fazendo uma ponderação sobre a expressão arrependimento espiritual é consequência …que está no texto, no sexto parágrafo .
    Ela nunca tinha ouvido falar assim, como está .
    Ela tem dúvidas se o espírito renovado precisa de arrependimento.
    Para ela o arrependimento seria da alma e corpo, ou seja, da carne já que o espírito foi renovado
    Eu não tenho dúvidas sobre o sentido que foi dado por você .
    Apenas isto.
    Texto precioso!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s