O ESPÍRITO DA CRUZ .92 – COMO ESTÁ O SEU COPO ?

Tem gente que vê o copo meio vazio… mas outros o veem meio cheio, todavia, a quantidade é a mesma. A questão é a perspectiva da alma. Os negativistas ou pigmeus nas entranhas só enxergam o vazio, a falta, a deficiência. Essa turma se nutre de contabilizar os centavos e comentar os defeitos e a falência alheia. É uma plateia do fracasso que só vê o sujo na parede, a mancha na camisa, a calça mal passada e o sapato sem ser engraxado.

O grupo do copo meio cheio tem outro olhar. Não é desatenção com o vazio, mas a sua atenção se volta mais para a conquista. O fato de perceber que o copo está meio cheio levanta o ânimo e o mantém no foco de vê-lo pleno. Esse grupo não se preocupa tanto com o déficit, mas investe especialmente no saldo. Sabe que ainda falta um bocado, todavia sua ênfase principal é naquilo que já foi alcançado. Sempre vê, com bons olhos, onde chegou.

A turma do copo meio vazio, quando recebe um limão, só percebe o seu azedo e se desmantela em críticas ácidas, enquanto a outra turma vê a oportunidade de fazer com o seu copo meio cheio, uma limonada suculenta. Aqui vemos duas correntes de pensamento que definem as ações das pessoas na trajetória da vida: os críticos e os criadores.

Na história do povo Israel, na estrada do deserto, vemos os dois tipos bem claros no grupo dos espias. Dos 12 enviados para investigar a terra, 10 voltaram dizendo que a terra era boa, mas havia gigantes e um sistemas de segurança intransponível. Eles viam as muralhas e a impossibilidade de conquistarem fortalezas. Os outros 2 viram, porém, algo mais, pois viram o poder do Deus invisível, que estava além da paisagem.

Parece que essa é uma percentagem marcante, já que há muito mais gente que só vê as dificuldades e os defeitos alheios. Críticos e pessimistas proliferam como bactérias, sempre infestando o ambiente. Eles só percebem os problemas e nunca veem a solução.

Felizmente, há uma minoria que faz a história, pois vê o poder de Deus por trás das crises. É o povo que vê como Henry Ward Beecher via: – as dificuldades são recados de Deus; quando nos são enviadas, devemos considerá-las prova da confiança de Deus – uma gentileza da parte de Deus. Essa é a turminha que faz toda a diferença!

Alguém já disse que

“nada é mais fácil de encontrar do que falhas” e acrescenta, “as pessoas que têm por objetivo encontrar falhas, raramente encontram outra coisa.”

Se é este o seu caso, devo sugerir um clamor: suplique misericórdia do céu, peça por um novo coração da parte do Altíssimo. Não se contente com essa vidinha vesga e mesquinha.

Mendigos, fico com Martinho Lutero: “O Espírito Santo não é cético, e as coisas que Ele grava em nosso coração não são dúvidas ou opiniões, mas afirmações – mais seguras e mais dignas de confiança do que o próprio sentido ou a vida.” Voilà! Não estou sugerindo utopia, mas dependência de Abba.

Do velho mendigo, GP.

Um comentário sobre “O ESPÍRITO DA CRUZ .92 – COMO ESTÁ O SEU COPO ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s