O ESPÍRITO DA CRUZ .87 – SABER SOBRE DEUS É BEM DIFERENTE DO CRER EM DEUS

O saber sobre Deus é bem diferente do crer em Deus. Muitos sabem bastante sobre Cristo, embora não haja qualquer evidência de fé neles. Se denominam teólogos, mas são incrédulos. Têm bons discursos, contudo faltam-lhes os sinais dos cravos.

Para A. W. Tozer, “há uma doce teologia do coração que só se aprende na escola da renúncia.” Sem o esvaziamento de si mesmo não há a plenitude do Espírito. A morte do pecador, com Cristo, precede a sua vida de santidade. Não há lugar para o ego na sala do trono, nem os filhos do Altíssimo investem em sua promoção pessoal.

Mark Hopkins disse:

o próprio ato de fé pelo qual recebemos a Cristo é um ato de completa renúncia do eu e de todas as suas obras, como base para a salvação.”

O cristão não vive se propalando, mas proclamando a suficiência de Cristo em todos os empreendimentos de sua missão, num mundo caído, caótico e lamentavelmente caiado.

Quem busca seguidores para si mesmo, não pode seguir o Cristo que de si se esvaziou para viver totalmente na dependência do Pai. No reino de Deus não há discípulo de Cristo que queira ter discípulos para si. É bizarro ver um discípulo do Mestre dizer que tem seguidores, mesmo que sejam virtuais. O cristianismo de Cristo não dá espaço para estes que querem se projetar, fazendo adeptos em seus programas de poder.

A Bíblia mostra que o crescimento no Reino de Deus é pra baixo. João Batista viu a coisa assim:

Convém que ele cresça e que eu diminua. João 3:30.

Não há altares, nem pódios, nem palanques, nem plataformas de lançamento na jornada dos discípulos do Cordeiro, que se esvaziou até a morte de cruz. Não há lugar de destaque para quem morreu. Se morremos com Cristo, por que buscamos ser reconhecidos pelos homens?

O pregador inglês do séc XIX, C. H. Spurgeon, disse aos alunos do seminário onde ele ensinava: “preparem-se, meus jovens amigos, para se tornarem cada vez mais fracos; preparem-se para mergulhar a níveis cada vez mais baixos de auto-estima; preparem-se para a auto-aniquilação – e orem para que Deus apresse este processo.”

W. E. Sangster afirmou: “o cristianismo tem um segredo desconhecido pelos comunistas e capitalistas… como morrer para o eu. Este segredo torna-nos invencíveis,” uma vez que nos torna invisíveis para os homens, embora, bem visíveis para Deus.

O irmão Watchman Nee indagou: “que significa para mim estar ‘crucificado’? Penso que a resposta resume-se magistralmente nas palavras com as quais a multidão referiu-se a Jesus: ‘Fora com ele!’” Se estamos buscando um lugar ao sol e queremos ser vistos pelas plateias, então, mendigos, nada sabemos sobre o que é o cristianismo.

Não há outra forma de viver a fé cristã, senão levando o morrer de Jesus, dia a dia, em nosso estilo de vida. Se for assim, vamos em frente…

do velho mendigo, GP.

Um comentário sobre “O ESPÍRITO DA CRUZ .87 – SABER SOBRE DEUS É BEM DIFERENTE DO CRER EM DEUS

  1. Aos efeitos da graça de Cristo, que nos basta, o simples pensamento de glória humana exala o odor da podridão dos ossos. Perdemos tempo até em comentar tal imundície.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s