O ESPÍRITO DA CRUZ .80 – O ESPÍRITO QUE ANSEIA

Deus é espírito e o Seu Espírito só se comunica espiritualmente. A linguagem do espírito é espiritual. Sem vida espiritual não há conexão de Deus com o ser humano. Para haver comunicação do Espírito de Deus com o gênero humano caído, é, antes de tudo, preciso que o ser humano seja vivificado em seu espírito, que se encontra fora da linha de conexão com Deus. Primeiro somos vivificados pelo Espírito Santo e depois…

O cego não vê o mundo físico porque a luz não consegue estimular seus olhos avariados por algum impedimento. Se não houver o desbloqueio deste obstáculo o cego continuará impedido de enxergar, mesmo que o seu globo ocular esteja aparentemente inteiro. Este problema impede a luz de estimular o processo de visibilidade.

O ser humano, separado de Deus, espiritualmente, vive pelos estímulos de sua vida psíquica. A alma tem alguma lembrança atávica do mundo transcendente, embora, a sua percepção seja limitada, talvez como o tato para uma descrição do cego.

A vontade caída encontra-se sob escravatura do pecado. “O pecador, em sua natureza pecaminosa, nunca pode ter uma vontade que concorde com Deus.” Ninguém será convertido a Cristo porque deseja, porém, se vier a desejar, é porque foi movido a isto. Antes de uma reação espiritual da vontade é preciso uma vivificação espiritual.

Querer é humano; querer o que é carnal é próprio da natureza de uma alma decaída, mas querer o que é espiritual é próprio da vida espiritual concedida pela graça. Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam. 1 Coríntios 2:9.

Com certeza, se O amamos foi porque Ele nos amou primeiro. Sem Ele não O podemos busca-Lo e se não O buscarmos, não O acharemos. Tudo começa nEle e tudo se desenvolve por meio dEle, mas nós temos uma reação responsável. O Pai nos vivifica espiritualmente para que O queiramos em nosso espírito, voluntariamente.

Somente um espírito vivificado pode buscar se relacionar com o Deus que é espírito, pois, como disse R. B. Kuiper,

“se ficasse por conta dos pecadores, totalmente depravados como são, (e mortos espirituais) a iniciativa de reagir com fé ao evangelho, por sua própria vontade, nenhum deles tomaria essa iniciativa.”

Nós, em Adão, somos uma raça morta, espiritualmente, e, também, depravada até a raiz. Essa “depravação é o grande obstáculo à fé, mas… a graça é a maneira pela qual Deus supera esse obstáculo.” Até o ateu Bertrand Russell sabia disto ao dizer: “É em nosso coração que está o mal, e é de lá que ele precisa ser arrancado.”

Mendigos, se o ser humano não for regenerado espiritualmente pelo Espírito Santo, a sua vida “espiritual” é um embuste. Tudo é falso!

Do velho mendigo, GP.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s