O ESPÍRITO DA CRUZ. 69 – DISCERNINDO – DONS DE TALENTOS

domtalento

Os dons e talentos não são as mesmas realidades. Os dons são espirituais, e, os talentos, naturais. A origem dos dons é o Espírito Santo agindo no espírito regenerado dos filhos de Deus. Os talentos são capacidades naturais da nossa alma.

Os talentos focalizam a glória da pessoa dotada, enquanto os dons, a glória de quem os dotou. Nós podemos perceber a diferença entre o dom e o talento, examinando para quem vai a glória. Se a pessoa requer o seu reconhecimento na apresentação de um evento qualquer, então, estamos frente a um talentoso. Se alguém sai da cena, depois de ter sido usada em um momento glorioso, e, dá toda glória a Deus, isto é um dom.

O talento é humano, o dom é divino. O talento promove a admiração do artista, o dom, a adoração do Seu Autor. Orgulhar-se dos dons rouba a bênção de Deus no uso deles. O dom não é do crente, mas do Espírito. O crente pode ser usado, por Deus, com os Seus dons, mas ele não pode ser ousado a ponto de admitir que a glória lhe pertence.

Os talentos normalmente beneficiam aos artistas; os dons, ao corpo de Cristo. Os dons são ferramentas espirituais para a edificação da igreja. Não existe dom espiritual para autopromoção pessoal. Harry Kilbride disse muito bem que os melhores dons são os que beneficiam todo o corpo. Não se encontra muita gente pedindo o dom de liberalidade. Vejam que nem sempre queremos ser usados pelo Espírito, mas beneficiados por Ele.

Mas os dons são manifestos para a glória de Deus e a edificação da igreja. Na vida cristã, não há dom que promova o bem estar pessoal, que não esteja ainda vinculado ao bem estar coletivo. Os membros do corpo cooperam para o bem estar do corpo todo.

Os talentos sempre exigem uma plateia para se exibir, mas os dons buscam o corpo de Cristo para poder edificá-lo. O Espírito Santo nunca age corporativamente numa pessoa que não tenha nascido de novo. Não existe dons espirituais naqueles que não são espirituais e não há vida espiritual em quem não tenha sido crucificada com Cristo.

A vida espiritual, zoe, é decorrente da morte de nossa vida psique, na cruz com Cristo, e do implante miraculoso, pela fé, da vida ressurrecto de Cristo em nós. Assim, os dons espirituais são consequência da vida espiritual de Cristo em nós e nunca o resultado da vida adâmica. Não há dom espiritual em gente soberba e insubmissa ao Senhor.

Muitos confundem dons espirituais com poderes latentes da alma; confundem, por exemplo, clarividência com profecia; autossugestão e hipnose com dons de cura; a fé com pensamento positivo, e, por aí vai. Só que a alma pode reagir, em muitos aspectos, como se fosse espiritual. Parece espiritual, contudo é apenas a psique simulando.

Mendigos, cuidado com talentos “espiritualizados” e poderes latentes da alma fingindo dons espirituais. Pai, dá-nos o dom do discernimento.

Do velho mendigo, GP.

2 comentários sobre “O ESPÍRITO DA CRUZ. 69 – DISCERNINDO – DONS DE TALENTOS

  1. Boa tarde Dr. Moreira!!! Recebi essa mensagem muito clara sobre nossos talentos naturais e Dons concedido por Deus, através do Espírito Santo…

    Um forte abraço, Rosalia

  2. O que escrever sobre isso, eu só queria que Jesus fosse de uma vez por todas gerado em mim, para que esse meu eu morresse definitivamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s