série do PECADO – o pecado dos pecados 1

PECADO 08

O PECADO DOS PECADOS I

(parte B)

A fé que vem do Eu Sou é a razão ativa da fé no Eu Sou e a causa eficaz da vitória sobre o pecado. De acordo com o verdadeiro Sumo Sacerdote da época, João Batista, Jesus era o Cordeiro de Deus que tiraria o pecado do mundo. Ou seja, quem nele cresse estaria liberto do pecado e sem condenação.

Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado,

porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.

João 3:18.

Se não crer em Jesus é a víscera da vida no pecado, crer nele é a sua libertação plena. Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres. João 8:36. Livres de quê e de quem? As algemas da escravidão do pecado foram despedaçadas na cruz de Cristo. Assim, aquele que nele crer não vive mais na prática do pecado de incredulidade.

No Antigo Testamento há cerca de oito termos que expressam as idéias do pecado, e, no Novo Testamento, treze. Alguns destes termos trazem a conotação de transgressão à lei, outros de iniqüidade, enquanto outros expressam os odores da morte exalando a descrença na pessoa de Jesus Cristo. Entendo que o pecado é antes de tudo o pé-atrás em relação a Javé. A suspeita gera a desconfiança que deságua na ambigüidade.

A serpente inoculou dúvida no coração da mulher e fê-la transgredir uma ordem que ela não havia recebido diretamente de Javé. Adão, porém, teve um contato pessoal com Javé. Ele ouviu a ordem divina e a desobedeceu conscientemente, sem qualquer tentação, somente baseado nos efeitos não computáveis das conseqüências do pecado.

A penalidade do pecado era a morte. Segundo a ordem de Javé, se Adão comesse do fruto da árvore do Conhecimento do Bem e do Mal ele morreria. Como a morte era desconhecida, não havendo sinais de sua demonstração física, quando Eva comeu daquele fruto proibido, nada, aparentemente, mudou. Assim, ficou mais fácil para Adão tomar a sua decisão de transgredir o preceito, uma vez que em Eva não havia sinais de morte.

Parece que Adão, cabeça da raça humana, não levou em conta a descrição bíblica de fé, apresentada posteriormente na carta aos Hebreus:

684442050_e2ec18e415_o

Acho que o pouco-caso dado à ordem e a ausência visível dos indícios da morte favoreceram ao ajuizamento precipitado dele, estimulando-o à desobediência voluntária como ser moral responsável. Para mim, a transgressão é fruto da incredulidade. Eva não é propriamente a descrente, pois ela não recebeu a palavra de Javé do próprio Javé.

Ora, se o pecado é antes de tudo a descrença envolvendo a palavra de Deus, falada pelo próprio Deus, a ponto de levar o indivíduo a uma atitude cética em relação à pessoa de Jesus Cristo, então a libertação do pecado só será possível mediante a obra do Espírito Santo convencendo os descrentes, a fim de crerem em Jesus, mediante a palavra de Deus.

As Escrituras desvendam o enigma da entrada do pecado no mundo, fazendo-nos entender que o homem descrente é o transgressor do pacto. A raça humana, em razão do pecado original, tornou-se uma espécie atéia no que diz respeito ao Deus verdadeiro, embora extremamente religiosa em apreço aos ídolos. A criança nasce neste mundo destituída de fé em Deus, mas propensa às crendices em matéria religiosa.

O pecado dos pecados é a autonomia do ser humano causada por seu ateísmo prático. A ausência da fé é a arena fértil do pecado e um campo cultivado por devoção calculista. Do céu, olha Deus para os filhos dos homens, para ver se há quem entenda, se há quem busque a Deus. Salmos 53:2. Deus não é procurado pelo gênero adâmico, em face da falta de evidências sensórias de sua pessoalidade e por ser ele objeto exclusivo de fé.

O princípio ativo da vida espiritual é a fé. Nunca haverá fé sem a pregação incisiva da palavra de Deus. Para que haja fé no coração descrente é preciso que haja a proclamação, pela fé, da palavra de Deus, revelada em Jesus, a palavra de Deus encarnada. Deve ser anunciada pelo próprio Deus através dos seus filhos, cheios do Espírito Santo e de fé. Logo, se não houver fé em Jesus como decorrência da surdez eletiva que não quer escutar a palavra de Deus, o ser humano estará separado de Deus, vivendo no pecado.

Jesus Cristo é o autor e o consumador da fé. Ele é a causa e o efeito, a origem e o desenvolvimento da nossa fé. Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo é nascido de Deus. Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé. Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus. Sabemos que todo aquele que vence o mundo não vive em pecado, antes Aquele que nasceu de Deus o guarda e o Maligno não lhe toca. 1João 5:1a, 4-5 e18. Jesus Cristo é o ultimado do Pai diante da vida no pecado e a gênese soberana da fé estável. Aleluia. Amém.

O velho mendigo do vale estreito, Glenio.

PÁGINA NO FACEBOOK

5 comentários sobre “série do PECADO – o pecado dos pecados 1

  1. Graça e Paz Velho Mendigo!
    “Surdez Eletiva”… achei esse termo no Google relacionado a Hipnose. Uma pessoa em estado hipnótico não ouve ruídos externos, somente a voz do hipnotizador quando este lhe dirige a palavra. Se fala com outras pessoas, o hipnotizado não o ouve.
    No contexto do seu artigo, essa “surdez eletiva” é provocada por quem? Pelo pecado? Ou está se referindo aos “eleitos de Deus” (Romanos 9:21)?
    Me ajuda a entender, amigo!
    Grande abraço!
    Ray

    • O termo foi cunhado pela psicologia e tem o significado de eleger o que você quer escutar. Tem a ver com a cultura, com o interesse, a linguagem e até mesmo a rebeldia do pecado. Os fatores que determinam a eleição da escuta são variados e, acabam escalonando o que a pessoa quer ou gosta de ouvir.

      Glenio.

  2. Graça e paz irmão Glênio !
    Que assunto intrigante … Me lembro de quando mais jovem, no engatinhar da vida cristã, me incomodava e me enchia de medo o texto de Marcos 3:28 e 29, onde o Senhor dizia que “todos os pecados serão perdoados aos filhos dos homens, e toda a sorte de blasfêmias” Até aí tudo bem…. um certo alívio em saber que TODOS os pecados podiam ser perdoados.. ufa… Mas… a seguir: “qualquer que blasfemar contra o Espírito Santo, nunca obterá perdão, mas será réu do eterno juízo”… Aí a coisa pegava….. As vezes até dava insônia em pensar…. Que pecado será esse que Jesus não pode perdoar???? A mente as vezes pregava peças em ficar divagando …. será que os pecados que cometi hoje foram perdoados??? será que cometi algum que tenha blasfemado contra o espírito e estou condenado pela eternidade?????? Que sufoco!!!
    Graças a Deus que a Palavra se explica com a Palavra…. O verdadeiro pecado é a incredulidade, “a autonomia do ser humano causado por seu ateísmo prático”. Contra a incredulidade não hã perdão. Qualquer coisa que o ser humano tente fazer, seja bom ou ruim, sem Deus é errar o alvo…. Pecado não se trata de fazer coisas más… Hoje entendo que muita gente boa, genuínos filantropos poderão sofrer condenação eterna por fazerem o bem a vida toda sem crer nem depender de Deus. No entanto, o ladrão, ao lado de Jesus na crucificação, recebeu a salvação… Saul, com toda sua boa intenção em preservar o melhor das ovelhas e bois para sacrifício foi rejeitado pelo Senhor como governante de Israel ~
    Que grande libertação conhecer essas verdades….. Somos gratos ao Senhor pelas revelações da Sua Palavra

  3. caro pr.Glenio saudaçoes ! o q me aflige neste inicio e o quanto o pecado tem influenciado a questao de genero durante todo este tempo!!!, e a formataçao da educaçao social,em especial sexual, das populaçoes q foram formadas pelas descendencias judaicas e romanas.vc ja pensou no inverso. fosse adao ter as açoes de eva. e vice versa.um forte abraço marcio dantas de menezes

  4. Amado Glênio, entendo quando você cita que define em vários termos o pecado (transgressão, iniquidade, descrença em Cristo). Mas gostaria de saber de qual pecado 1 João 3:8 fala, quando diz que todo aquele que comete pecado é do diabo (Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo.
    1 João 3:8).
    E também diz que todo aquele que é nascido de Deus não peca.
    (Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca.
    1 João 5:18)
    MInhas dúvida:
    – O nascido de novo peca ou não peca?
    – Se sim, esse pecado e apenas uma falha, ou pode levá-lo para o inferno?

    Desde já, Grato!
    Graça e Paz, Jhonas Bandeira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s